*Este artigo foi publicado originalmente no livro \”Gestações Conscienciais\”, volume 1, em dezembro de 1994. Este material pode ser acessado na íntegra na seção de downloads deste site.

Hoje em dia, mais do que nunca, vemos a grande necessidade de nos informarmos sobre tudo o que ocorre a nossa volta. A informação é um objeto do poder. Sempre foi e sempre será. Quem tem mais conhecimento, manipula quem tem menos, quando não há cosmoética. Isso é verificado através da História, e, hoje, pelo controle dos meios de comunicação exercido sobre grande parte das pessoas, especialmente a televisão. Essas pessoas fazem parte da massa impensante, em que grande parte de suas ações é guiada por outros. Elas recebem uma grande carga de informações, mas não param para refletir, e muitas vezes se arrependem de atos que cometeram inconscientemente. Fica claro, então, que, além de se obter informações, deve-se, também, ponderar sobre elas. Isso deve ser priorizado, procurando-se saber mais do que é útil, como melhorar a memória, o seu relacionamento com as pessoas, atualidades científicas, etc, e não daquilo sem necessidade.

É muito bom também obter essas informações de diversas fontes, pois isso permite ter uma visão de vários ângulos, impedindo de se vincular a apenas uma opinião.

Um dos meios pelo qual podemos obter informações é o artefato do saber, que consiste em todo objeto que nos permite adquirir conhecimentos, como a Informática, livros, jornais, e inclusive o presente trabalho.

Fazendo-se uma metáfora, deve-se lembrar que você também é um artefato do saber.

Um professor, quando ensina, está passando conhecimentos a seus alunos. Você muitas vezes não passa conhecimentos a alguém e aprende coisas novas com outras pessoas?

Pare agora para pensar no que você leu neste texto. Às seguintes perguntas lhe auxiliarão:
•    Você gasta a maior parte do seu tempo, vendo desenhos animados, novelas, e outras coisas, em vez de assistir a documentários, reportagens?
•    Você se preocupa em: ler somente coisas, como romances, em vez de saber sobre os últimos avanços científicos?
•    Você compra um produto qualquer, só porque o viu em um comercial?
•    Você adquire informações apenas de uma fonte, limitando sua visão sobre os fatos?
•    Você sabe a hora, o lugar e a quem passar determinadas informações, respeitando o seu nível evolutivo?
•    Você impõe a sua opinião às pessoas, em vez de apenas informá-las?

Analise agora o valor das informações que tem adquirido e passado até este momento.