Tenepes ou tarefa energética pessoal é a transmissão de energia assistencial, individual, programada com horário diário, da pessoa auxiliada por amparador extrafísico, no estado de vigília física, diretamente para consciexes (consciências extrafísicas) carentes ou enfermas (VIEIRA, 1996, p. 11).

O extrapolacionismo pré-tenepessista é a condição de ampliação da autolucidez e do autodiscernimento da pessoa tenepessável (aquela em condições de assumir a prática da tenepes) através do aumento das parapercepções, de caráter momentâneo, atípico, espontâneo, promovido pelo rapport e acoplamento com amparador extrafísico, com finalidade interassistencial e visando auxiliar no posionamento para o início da prática diária da tenepes.

Este autor vivenciou experiências de extrapolacionismos parapsíquicos, entre janeiro de agosto de 2010, que hoje são interpretadas e relacionadas ao contexto da Tenepes, mais especificamente ao posicionamento quanto ao início da prática dessa técnica.

Extrapolacionismo e tenepes

tenepes
Fonte: Freepik

No contexto da Parapercepciologia, eis 8 exemplos de fenômenos relacionados, em situações específicas, ao extrapolacionismo parapsíquico pré-tenepessista, em ordem alfabética, experimentos pelo autor no referido período:

1. Acoplamento

A percepção de acoplamento energético com amparador extrafísico, predispondo raciocínio hígido, insights e resoluções lúcidas.

2. Assim

A assimilação simpática do padrão energético do amparador extrafísico, possibilitando autopercepção diferenciada do padrão holossomático para melhor.

3. Banho Energético

A ocorrência do banho energético espontâneo, favorecendo maior soltura do energossoma e conexão com amparador extrafísico.

4. Clarividência

A paravisualização da dimensão energética e das auras das pessoas, na vigília física, mais facilmente comparada ao habitual.

5. Descoincidência Vígil

A sensação de descoincidência vígil ao longo de vários dias, intensificado nos momentos de autorreflexão sobre o início da tenepes, incluindo percepção de balonamento e entorpecimento físico, parcial ou total.

6. Parapercepção impressiva

A identificação objetiva da presença de amparador, no estado da vigília física, captando pensenes para expansão do autodiscernimento e da interassistencialidade.

7. Projeção Lúcida

A experiência fora do corpo elucidativa quanto ao início da prática da tenepes.

8. Sincronicidades

A ocorrência de acontecimentos convergentes com as autorreflexões sobre o posicionamento para o início da tenepes.

Autocrítica pré-tenepessista

autocrítica pré-tenepessista
Fonte: Freepik

Aqui é válido ressaltar para o leitor ou leitor a importância da autocrítica no contexto do extrapolacionismo parapsíquico. Autocrítica é fundamental, pois a pessoa ansiosa, afoita, açodada ou precipitada pode interpretar qualquer parapercepção como confirmadora ou sinal verde dos amparadores extrafísicos para iniciar a tenepes.

Há de se levar em consideração sempre a lógica dos fatos, a racionalidade da mensagem parapsíquica e, principalmente, os efeitos do posicionamento pessoal, excluindo quaisquer intenções egóicas e infantis. Tenepes é compromisso sério, para o resto da vida humana. Por isto é sempre importante manter o autodiscernimento, especialmente quando a pessoa está na fase preparatória da proéxis. Impulsos custam caro.

Mantenha-se informado!

O extrapolacionismo pré-tenepessista não gera ansiedade ou excitação. Ao contrário, a pessoa permanece temporariamente mais calma, reflexiva, mesmo quando esta experiência gera crises de crescimento em relação à autoresponsabilidade interassistencial. As parapercepções podem permanecer temporariamente mais aguçadas, na vigília física, quando comparado ao habitual.

Registros pessoais das extrapolações pré-tenepes

É importante deixar tudo registrado no papel, pois os detalhes das experiências podem ser esquecidos.

Mesmo registrando no papel as autorreflexões feitas no período de extrapolacionismo pré-tenepessista, apontando decisões, resoluções e reciclagens pessoais necessárias para o início da prática diária da tenepes, a pessoa pode, posteriormente, desejar recuar o posicionamento inicial, de iniciar a técnica, devido às intempéries da vida humana.

Equipe extrafísica em prol da tenepes

Se a pessoa não manter o foco no prioritário, gradativamente vai se afastando da equipe extrafísica responsável pelo extrapolacionismo, chegando ao ponto de não mais reconhecer a pertinência das ideias apontadas nas anotações pessoais. Tal fato mostra autocorrupção da pessoa que tira o corpo fora da responsabilidade interassistencial.

Em deteminados contextos, a aproximação do amparador extrafísico nos primeiros dias da prática da tenepes, desencadeando as mesmas sinaléticas parapsíquicas detectadas anteriormente, servem como ratificação do posicionamento pessoal. Isto não significa que este padrão de rapport e aumento de parapercepções permanecerá sempre com o tenepessista, mas que é possível alcançar gradativamente aquele patamar com o autoesforço.

Efeitos do posicionamento antes de iniciar a tenepes

Outro fator ratificador do extrapolacionismo pré-tenepessista é o efeito do posicionamento pessoal e do primeiro ano da prática da técnica. O tenepessista deve avaliar o impacto desta prática diária na vida pessoal e proéxis.

Entre os efeitos pessoais, positivos, do início da prática da tenepes, a partir do posicionamento refletido, lúcido e discernido, potencializado pelo extrapolacionismo parapsíquico, destacamos pelo menos esses 7, em ordem alfabética:

Amparabilidade

Maior confiança no amparo extrafísico de função e, consequentemente, maior estreitamento dessa relação.

Autoconsciencioterapia

Revisão da autoimagem, reconhecimento de novos trafores e enfrentamento de trafares, a partir das técnicas consciencioterápicas.

Bom Humor

Mais bom humor no dia a dia, desenvolvido uma dinâmica de pensamentos mais positivos e otimistas.

CPC

Atualização regular do código pessoal de cosmoética, com foco prioritário em trafares prejudiciais à liderança interassistencial.

Desperticidade

Assunção franca do percentual de autodesperticidade, burilado através da prática diária da tenepes.

Interrelações

Melhoria do abertismo consciencial nas relações cotidianas.

Parapsiquismo

Expansão e compreensão do parapsiquismo e das suas sutilezas, permanente, manifestas nas interrelações diárias.

Tais efeitos podem justificar, portanto, a intervenção positiva de amparador extrafísico nas ponderações sobre a prática da tenepes. Desse modo, o objetivo da promoção desse extrapolacionismo pode ser justamente atingir resultados interassistenciais práticos e concretos.

Conclui-se, assim, que é fundamental o investimento na autopesquisa e anotações pessoais para a identificação e interpretações dos fenômenos de extrapolacionismos parapsíquicos. Este autor viveu esse processo no contexto das reflexões para início da tenepes. Contudo, tal condição pode ser estendida para outros contextos, conforme o caso.

Referências

1. Vieira, Waldo; Manual da Tenepes: Tarefa Energética Pessoal; revisores Erotides Louly; Helena Araújo; & Julieta Mendonça; 154 p.; 34 caps.; 147 abrevs.; 18 E-mails; 52 enus.; 1 foto; 1 microbiografia; 1 tab.; 1 teste; 19 websites; glos. 282 termos; 5 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; 3ª Ed.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2011; página 15.