Dinheiro é um dos temas da vida humana que mais precisamos entender, ainda há muito preconceito e emoção relacionado a este assunto. Poucos sabem que dinheiro tem relação direta com energia. O princípio básico para compreendermos esta linha de raciocínio é que a maneira se pensa e sente sobre qualquer pessoa ou coisa define o modo como se relaciona com o mesmo.

Dessa forma, quando se trata do dinheiro não é diferente! Se você julga o dinheiro ruim, logo tenderá a se relacionar mal com ele. Ademais, se você compreende o valor do dinheiro de modo saudável, a tendência natural é você se relacionar bem melhor.

A relação entre Dinheiro e Energia representada pela imagem de plantas crescendo em potes de dinheiro

O que é dinheiro?

Antes de mais nada, precisamos saber o que é dinheiro. Primeiramente, devemos ter em mente que o dinheiro não é um fim. Este, nada mais é do que um meio, facilitador de transações e intermediário para realizar outras coisas.

O dinheiro é neutro, pode proporcionar tanto saúde como doença, o que difere é o modo que se lida com ele. Se você aplicar sentimentos positivos a alguém, muito provavelmente receberá de volta sentimentos também positivos. Por conseguinte, se você aplica bem seu dinheiro, vai receber de volta dinheiro bom.

Dinheiro e energia

O dinheiro proporciona capacidade de realização. Quanto mais dinheiro, maior a possibilidade de se fazer algo. Portanto, pode-se considerar que dinheiro é energia.

Energia capaz de ser transformada de acordo com nossos objetivos, vontades e desejos. Energia parada, estagnada, bloqueada faz mal, prejudica. O mesmo acontece com o dinheiro. Energia deve fluir, movimentar-se, concretizar-se. Dinheiro também.

Além disso, somente conseguimos desfrutar do dinheiro (e da energia) quando permitimos fluir. Fazer fluir dinheiro e energia é contrário às ideias de apego, ganância, egoísmo, ou mesmo, inveja, ansiedade e medo. Caso seu comportamento diário contemple esses sentimentos, sugiro resolver o mais breve possível. Lembre-se: o modo como você pensa e sente em relação ao dinheiro interfere fortemente no modo como ele passa por você.

Ainda mais, se você é daquelas pessoas que poupam quase tudo que recebem (ou só acumulam) sem aplicar seus recursos em um propósito de vida positivo, também pode entrar em sintonia com a energia da escassez ou falta de dinheiro. Acaba preocupando-se demasiadamente com situações negativas, como perda, assalto e acidentes. O ideal, então, é buscar o equilíbrio nessa relação, tendo uma reserva para emergências e aplicando o restante em metas e propósitos de vida saudáveis.

Como você julga o dinheiro?

Para quem entende dinheiro como algo sujo, se sente culpado ao receber ou cobrar dinheiro, sente raiva ao ter que pagar alguém por algum serviço, sente pavor de não ter dinheiro, o usa constantemente como substituto para o afeto ou não consegue desfrutar momentos de lazer proporcionados pelo dinheiro possui dificuldades que precisam ser enfrentadas caso tenha o desejo de dominar suas finanças (e a própria vida!).

Dinheiro (e energia) é poder. Se você compreende o funcionamento e aprende a lidar, com certeza vai se dar bem. Se você ignora ou não respeita seu funcionamento, o fluxo de energias e dinheiro pode não passar bem por você.

Enfim, quanto melhor for sua relação com o dinheiro, maior será a capacidade de geração (e transformação) de dinheiro e energia, ou seja, prosperidade, crescimento, evolução.

Atitudes positivas para lidar com o dinheiro

Para você que deseja melhorar o modo como você lida com suas finanças e a energia de realização na vida, sugere-se as seguintes práticas perfeitamente possíveis de serem aplicadas por qualquer pessoa interessada e com vontade:

1.Aplique, use e desfrute do dinheiro para realizar seu propósito de vida. Aproveite suas economias e tenha experiências de vida mais produtivas. De um cafezinho à compra de sua casa própria, sinta o bem-estar que a energia do dinheiro pode proporcionar.

2. Estabeleça significado positivo ao seu dinheiro.Desenvolva sentimentos positivos ao pagar por produtos e serviços. Mude sua forma de pensar em relação ao dinheiro. Se você não consegue fazer isso sozinho ou sozinha, procure ajuda especializada!

3. Invista no autoconhecimento.Muitas pessoas consideram dinheiro como um fim. Mas se dinheiro é um meio, então para que você quer dinheiro? Quanto mais claras para você forem as respostas sobre quem é você e quais são seus principais objetivos de vida, mais fácil identificar o quanto de dinheiro você precisa.

4. Não reclame da falta do dinheiro. O que ajuda a ter dinheiro é estudar, trabalhar, empreender, estabelecer metas, organizar, poupar e aplicar. Nesse caso, reclamar conecta você à energia negativa da falta de dinheiro e adia a conquista das metas e sonhos.

5. Organize-se. Sem organização pessoal o dinheiro desaparece rapidinho. Existem possibilidades de lazer para todos os “bolsos”. Organize suas atividades com antecedência para desfrutar de experiências de vida que caibam em seu orçamento.

Como usufruir do dinheiro?

Se você fez ou recebeu dinheiro de uma forma honesta, sem prejudicar ninguém, você merece usufruir de suas conquistas. Use-o de modo positivo. Essa é a energia positiva do dinheiro.

Se os seus objetivos de vida inclui ajudar os semelhantes, melhor ainda. A aplicação dos recursos será ainda mais produtiva e construtiva. E todos saem ganhando com isso!

A energia do dinheiro é a força ou o poder gerado pelo uso dos recursos financeiros, permitindo à pessoa realizar escolhas, projetos e o propósito de vida.

Afinizar-se com a energia de prosperidade e evolução pessoal ou da corrupção financeira é opção de cada um. No dia-a-dia você se conecta com o quê? O assédio financeiro pode desviar você da realização de seu propósito de vida. Já o domínio saudável da energia do dinheiro pode proporcionar o completismo de seu propósito de vida ou proéxis.

Aprender a lidar com dinheiro e energia de forma saudável desde a juventude é uma das metas de quem aplica a técnica da Invéxis, pois proporciona a antecipação de autonomia e liberdade para a realização da proéxis.

A técnica da invéxis, é uma técnica que visa organizar toda a vida, desde a juventude, em prol do seu propósito de vida, sua missão, incluindo a escolha da carreira profissional e a organização financeira visando concretização desse objetivo. Lembrando que o dinheiro é um meio para atingir nossos projetos e não o fim.

Quer saber mais? Assista os vídeos do canal da Assinvéxis, clicando aqui.


Tags da sua leitura