Você já refletiu sobre as influências intra e extrafísicas que recebemos ao longo do uso das redes sociais? Já sentiu a sensação de estar mais fraco e sem disposição para fazer determinada atividade após o uso das redes sociais de modo excessivo?

A influência dos espíritos no uso das redes sociais

Atualmente muitos jovens têm acesso a internet e redes sociais. Os vícios na internet e principalmente nas redes sociais estão crescendo, contribuindo para maior dispersão e falta de reflexão sobre o propósito de vida.

Muitos jovens são dependentes das redes sociais, perdendo muito tempo. Essa dependência acontece, muitas vezes, por falta de controle do tempo e falta de atenção, principalmente os jovens que têm uma tendência muito grande de serem mais impulsivos, ou seja, agirem sem pensar. Dizemos então que os jovens têm essa tendência, por estarem na fase em que chamamos de porão consciencial. Mas o que seria o porão consciencial?

O porão consciencial é a fase em que os jovens se encontram mais infantis, imaturos e agem mais pelos instintos e impulsos.

Antes de continuarmos, vale ressaltar que este texto foi redigido sob a ótica do Paradigma Consciencial, portanto, é importante considerar ao longo da leitura, o princípio da descrença:

Não acredite em nada, nem mesmo no quê você está lendo neste artigo. Experimente, tenha suas próprias experiências.

Estar crítico quanto aos efeitos do uso excessivo das redes sociais é fundamental para compreender e se posicionar perante a isso. Veja abaixo 19 possíveis efeitos negativos do uso desmoderado das redes sociais:

  1. Falta de disposição física;
  2. Sono;
  3. Cansaço;
  4. Bloqueio dos chacras;
  5. Falta de lucidez;
  6. Falta de discernimento;
  7. Robotização existencial;
  8. Intensificação da autocorrupção;
  9. Dor cabeça;
  10. Dificuldade de concentração;
  11. Pensamentos desorganizados;
  12. Ansiedade;
  13. Saturação;
  14. Esgotamento energético;
  15. Depressão;
  16. Irritabilidade;
  17. Isolamento;
  18. Depressão;
  19. Distanciamento da vida real e das relações familiares.

De modo geral, os efeitos estão ligados ao esgotamento energético e em muito casos, também estão ligados à baixa autoestima, devido ao ambiente competitivo das redes sociais. Por exemplo, jovens têm uma certa competição para ver quem ganha mais curtidas nas fotos postadas nas redes. Muitos jovens podem se apresentar bem e felizes nas redes sociais por meio de fotos, mas na realidade nem sempre estão.

Espíritos (consciências extrafísicas) e redes sociais

Receba as novidades sobre inversão existencial em primeira mão!

Consciências extrafísicas são aquelas consciências que estão além dessa dimensão física, denominadas consciexes. Dentre as consciências extrafísicas, há três tipos: o amparador, o guia cego e o assediador.

O amparador é aquele que auxilia as consciências intrafísicas. Os amparadores não são babás, eles investem na expansão e qualificação da  assistência. Onde tem assistência, tem amparo.

O guia cego é uma consciência em evolução que está no físico ou na dimensão extrafísica (já passou pela morte biológica) e parece um ser evoluído que presta assistência, mas sendo, na verdade, um falso amparador ou pseudoprotetor (Saiba mais em: https://www.dimensaomental.com.br/2017/07/25-caracteristicas-dos-guias-cegos-nao.html).

O assediador interconsciencial é a consciência exercendo ação negativa ou perseguição insistente, direta ou indireta sobre outra, seja perturbando-a, provocando-a e influenciando-a malevolamente, através de ondas de pensenes (ideias, emoções e energias conscienciais), em geral de caráter doentio, sendo, em si, óbvio mutilado cosmoético ou deficiente consciencial.

Como hipótese, as variáveis de influências extrafísicas durante o uso das redes sociais de modo exagerado é a intervenção dos guias cegos e assediadores.

Muitas vezes somos vampirizados, ou seja, somos sugados energeticamente tendo a sensação de cansaço, falta de disposição, dentre outras sensações. Também pode acontecer o acoplamento com essas consciexes, onde as afinidades pensênicas são as mesmas.

Quando somos vampirizados por essas consciexes, não somos vítimas das influências, mas sim cúmplices. A escolha de ficar nas redes sociais é nossa, podemos mudar nossas atitudes, mas isso só depende de nós mesmos.

É interessante pensar: o que quero para minha vida? O que estou fazendo hoje para alcançar esses objetivos de vida?

A abertura para as influências extrafísicas por parte dos espíritos, por meio do uso excessivo das redes sociais pode vir dê:

  1. Baixa autoestima;
  2. Insatisfação pessoal;
  3. Falta de propósito;
  4. Carência afetiva;
  5. Falta de reflexão;
  6. Fuga da realidade;
  7. Fuga das responsabilidades;
  8. Instabilidade energética;
  9. Falta de posicionamento.

Veja abaixo dicas para diminuir o uso crônico das redes sociais, consequentemente ajudando a diminuir as influências extrafísicas negativas de espíritos:

  1. Estabelecer um tempo mínimo de 15 minutos entre conexões;
  2. Olhar as notificações em momentos chaves do dia (café da manhã, almoço ou jantar);
  3. Ativar o modo silencioso do celular e não utilizá-lo para despertador, relógio dentre outros;
  4. Refletir mais sobre o objetivos de vida;
  5. Refletir sobre qual o objetivo de ficar bastante tempo nas redes sociais.
Fonte: Freepik

Invéxis e influência das consciências extrafísicas no uso das redes sociais

Além dos efeitos, causas e dicas apresentadas, a moça ou rapaz podem se apoiar na técnica avançada da Inversão Existencial.

A inversão existencial é a técnica de otimização máxima da vida humana, fundamentada na Conscienciologia, aplicada desde a juventude, objetivando o exercício precoce do auxílio aos outros e o cumprimento da programação existencial (proéxis), também conhecido como propósito ou missão de vida. Na técnica da invéxis é essencial desenvolver e qualificar o parapsiquismo.

O parapsiquismo é o ato de vivenciar ou promover, de forma consciente ou não, qualquer percepção além dos 5 sentidos físicos. Com ela é possível acessar outras dimensões, contatar pessoas que já dessomaram (descartaram o corpo físico), captar ideias inovadoras e alcançar estados de equilíbrio íntimo mais profundos.

A profilaxia das influência de consciências extrafísicas no uso das redes sociais é fazer um uso moderado e dominar as próprias energias. Ou seja, trabalhar o parapsiquismo, tendo mais lucidez e mais discernimento quanto ao prioritário e consequentemente, qualificar os pensenes pessoais (pensamento, sentimento e energia).

Você já pensou como o uso crônico das redes sociais podem atrapalhar seu desenvolvimento pessoal? Quais atributos ou qualidades você pode investir para se qualificar seu parapsiquismo?

Referências:

  1. Dependência das redes sociais: principais causas e sintomas – https://www.iberdrola.com/compromisso-social/como-redes-sociais-afetam-jovens#:~:text=Depend%C3%AAncia%20das%20redes%20sociais%3A%20principais,%2C%20falta%20de%20autocontrole.
  2. ICGE – https://www.icge.org.br/?page_id=1905.

Saiba mais:

Vício na internet: superação a partir da técnica da invéxis