A quarentena é negativa, ou também pode ser positiva? Você já refletiu sobre como o isolamento social pode ser um bom momento para a qualificação pessoal na quarentena? Neste artigo iremos exemplificar através de dicas e métodos, ferramentas e razões lógicas para você usar o seu tempo em prol da qualificação pessoal na quarentena.

Qualificação Pessoal na Quarentena

Com a pandemia inesperada, mudamos nossa rotina por completo, por isso devemos nos organizar, estabelecendo uma nova rotina, aproveitando mais o tempo. É bem mais fácil ficar o dia inteiro mexendo no celular do que optar por estudar, mas em termos evolutivos é muito mais inteligente ir pelo caminho mais difícil do que ficar na opção mais fácil e superficial.

No contexto atual de pandemia nos vemos obrigados a ter que ficar em casa. Como nós somos acostumados com dias mais corridos, o isolamento social teve várias consequências na rotina dos jovens, como mais tempo livre, sensação de tédio e até mesmo resultando na improdutividade no dia a dia. 

Para nos adaptar a uma rotina mais saudável, precisamos lidar com as mudanças atuais, pois a vida é sujeita a mudanças o tempo todo.

Nesse artigo vamos te mostrar o quanto este tempo em casa pode ser produtivo, e como podemos aproveitar este momento para a qualificação pessoal na quarentena.

Você verá alguns neologismos (novas palavras) da ciência Conscienciologia.

Conscienciologia é a ciência que estuda a consciência (princípio inteligente, alma, espírito, ego, personalidade), considerando todos os seus atributos, fenômenos parapsíquicos, múltiplas vidas e as manifestações nas dimensões físicas e extrafísicas. A consciência é você, sua essência, um princípio inteligente e autoconsciente, que sobrevive para além da morte do corpo físico. Se ficou interessado no tema e quer aprofundar seus conhecimentos no assunto, leia o artigo: Qual o sentido da vida segundo a Conscienciologia?

E como toda a ciência, é imprescindível a verificação das ideias através de experimentos, ou seja, além de ler as ideias, conceitos e verdades relativas da Conscienciologia, busque experimentar as ideias por si próprio através do princípio da descrença:

Não acredite em nada, nem mesmo nos conteúdos desse texto. Experimente, tenha suas próprias experiências.

Mantenha-se informado!

Dicas para qualificação pessoal na quarentena

Veja abaixo algumas dicas para se qualificar na quarentena. Vale lembrar que o primeiro passo para a auto-qualificação é a desdramatização do momento atual, ou seja, ver a quarentena não só de modo negativo, mas realista, e observando também seus lados positivos.  

Autopesquisa. Se conheça melhor através do método da autopesquisa. A autopesquisa é a pesquisa de si mesmo, analisando traços do temperamento pessoal, qualidades e estruturas de sua própria personalidade, objetivando acelerar o autoconhecimento e a evolução.

Dedicar o tempo à se conhecer é fundamental para que você identifique quais são suas qualidades e defeitos. Sem autopesquisa e sem os feedbacks alheios torna-se difícil evoluir. O melhor a se fazer é mapear nossas manifestações, refletir com mais profundidade de como podemos melhorar e sermos mais éticos possíveis. 

Quais são minhas qualidades e defeitos? Saber valorizar suas qualidades é o mais importante na auto-qualificação, pois é com elas que vamos potencializar nossa assistência e superar, reciclar nossos  trafares (defeitos). Ter defeitos é normal, não existe perfeição. Se fossemos perfeitos não estaríamos aqui nos esforçando a evoluir e ajudar os demais.

Evite se comparar excessivamente com outras pessoas, a comparação crônica pode se tornar algo patológico como uma competição, por exemplo. Nunca se compare com os outros, pois ninguém é igual a ninguém.

Organização. Se organizar neste período de quarentena é essencial para se adaptar a uma nova rotina. Quando ficamos desorganizados, temos a sensação de nossa vida estar bagunçada, sem rumo e com bastante tempo livre, e que na maioria das vezes, não sabemos o que fazer.

O primeiro passo para se adaptar a uma nova rotina é pegar uma folha de papel em branco e colocar o que você quer fazer durante a semana, e depois responda o porque daquelas atividades. Isso vai ajudar na compreensão da sua intenção perante aos afazeres. Depois disso você pode encaixar essas atividades numa agenda ou rotina útil que vai auxiliar na organização das atividades do dia a dia.

Bilhete. Como se manter mais ativo quanto às metas e os afazeres? A técnica do bilhete pode ser bem eficiente. Colocar vários bilhetes em ambientes que você frequenta durante o dia, funcionando como lembretes para determinados compromissos, que ajuda na motivação e no aumento da lucidez. 

Suponhamos que você quer ser médico e está desanimado ou com preguiça de estudar para o vestibular e se tiver bilhetes escrito “QUERO SER MÉDICO” no quarto ou escritório, vai te dar mais motivação para estudar.

Objetivos. Ao definir nossos objetivos dos afazeres diários, começamos a compreender o porquê fazemos o que fazemos. Tendo como definido, ficamos motivados para executar tais tarefas.

Suponha que um jovem está estudando para o vestibular, quando ele identifica o porquê de estar estudando ele começa a descobrir e ver com clareza qual é seu objetivo naquela área da vida, no caso, a profissão. 

Sem objetivos ficamos como robôs, fazendo coisas sem pensar, sem refletir e sem nos questionar o porquê estamos fazendo tal atividade. Com organização podemos antecipar e qualificar nossa evolução. Se não soubermos o caminho a ser alcançado, ficamos sem foco.

Reflexão. Como obtivemos mais tempo livre, refletir sobre a vida é essencial para a qualificação pessoal na quarentena, pois conseguimos compreender melhor quem realmente somos. Abaixo veremos algumas perguntas que podem nos auxiliar na autorreflexão:

  1. O que quero para minha vida?
  2. Como quero estar daqui 5 anos? Estou fazendo algo para alcançar esses objetivos?
  3. Daqui 5 anos, vou me arrepender de ter feito o que estou fazendo?
  4. No final da minha vida, como quero estar? Hoje, na minha rotina, estou fazendo atividades que vão me fazer chegar nesse objetivo principal?
  5. O que eu poderia estar fazendo, mas não estou?
  6. O que eu valorizo? 
  7. Quais são as tendências?

Estudos. Quando estudamos e refletimos começamos a ter uma visão mais realista sobre a sociedade e sobre nós mesmos. Compreendendo determinados assuntos começamos a  perceber o aumento da maturidade, do discernimento e da criticidade em determinados contextos. Os estudos auxiliam em várias coisas, principalmente na  identificação do temperamento pessoal que é muito importante na qualificação pessoal, pois podemos analisar com mais discernimento nossas atitudes, e assim caminhando cada vez mais para o desenvolvimento de reciclagem íntimas e de novos atributos. A otimização dos estudos exige no mínimo disciplina.

Leitura. Com o hábito de ler diariamente pode se perceber o aumento da cognição quanto ao mundo, o desenvolvimento dos dicionários cerebrais, o aumento da criatividade, do discernimento e da lucidez. Na leitura é onde adquirimos mais conhecimentos fundamentais para nosso desempenho evolutivo.

Voluntariado. O voluntário, é uma pessoa interessada em dedicar um trabalho a partir da sua pura espontânea vontade (sem fins lucrativos), dedicando uma parte do seu tempo para ajudar as pessoas.

Agora nesse período de quarentena, o voluntariado à distância através da internet (redes sociais, sites, escrita de artigos e entre outros), pode auxiliar o jovem na saída da zona de conforto para ajudar outras pessoas, ou seja, aproveitando mais o seu tempo pessoal na qualificação grupal. Nesse sentido, o voluntariado proporciona aos voluntários o desenvolvimento de vários traços positivos e produtivos, e também ele gera várias crises de crescimento. Por exemplo, uma pessoa tímida, que tem receio e insegura em interagir com outras pessoas e em falar em público. O voluntariado vai te ajudar bastante a superar a timidez, porque se você vai fazer algum trabalho voluntário, terá que se expor, seja numa apresentação, contribuições ou falar como foi executado determinada atividade.

Amizades. No voluntariado fazemos amizades que, muitas vezes, ficam com a gente a vida inteira. A amizade evolutiva é um propulsor da qualificação do grupo com um todo. Vale a pena cultivar amizades que querem de fato te ajudar, e lógico, você ajudar elas também, pois são elas que vão fazer a diferença. Promover amizades que vivem em busca de prazeres prejudiciais, tais como o consumo de drogas e bebidas alcoólicas, são amizades que não vão te levar ao lugar nenhum. “Os amigos são a família que escolhemos para nós mesmos”. Na quarentena podemos fazer ligações com nossos amigos, que pode nos deixar mais unidos e motivados.

Saúde.  Muitos vezes, os jovens acham que não precisam fazer atividades físicas, se alimentar bem, beber bastante água por serem jovens, banalizando o cuidado com a saúde física. Com a prática de exercícios físicos, a moça ou rapaz, começa a ter predisposição para os afazeres de seu dia-a-dia, ajudando na produtividade assistencial. Além disso, as atividades físicas ajudam a produzir serotonina, o hormônio do bem-estar.

Lazer. O lazer é um passatempo, onde temos momentos prazerosos e de descanso. Ter momentos de lazer é muito importante para a saúde física e emocional, mas muitas vezes as pessoas confundem o lazer com algo excessivo e sem objetivo algum. O lazer deve ser  equilibrado, pois se temos uma rotina mais rígida com vários afazeres e não temos lazer, nos sentimos pressionados, desmotivação e angústia. Agora, se temos momentos de lazeres excessivos perdemos muito tempo fazendo coisas improdutivas e com isso ficamos desorganizados, daí que vem a importância do lazer equilibrado. Momentos de lazer fazem a diferença na produtividade do jovem, pois  ele terá mais motivação e vontade para fazer outras atividades do dia, sabendo levar outras áreas da vida de eito.

Recin. Durante a vida percebemos que algumas de nossas posturas devem ser mudadas. As manifestações mais negativas incomodam nós (intimamente) e as pessoas ao redor. A autoconscientização dos traços negativos é essencial para a eliminação dos mesmos. Nesse sentido, a autopesquisa ajuda muito na identificação e na superação dos traços mais patológicos e na qualificação dos homeostáticos, pois para superar alguma dificuldade/travão é preciso saber as qualidades pessoais, ou seja, quanto mais autopesquisa mais eficiente será as reciclagens e as qualificações. É importante destacar que manter o foco somente nos trafares (TRAços FARdos) nem sempre é benéfico, visto que na nossa vida de modo geral, também devemos trabalhar e fazer aquilo que nos deixa motivados e felizes. A partir da utilização prática assistencial dos nossos traços-força, naturalmente, vamos identificado e trabalhando com a superação dos trafares.

EV. O estado vibracional ou EV é uma técnica bioenergética, ou o estado de vibração instalado pela vontade de mobilizar as energias conscienciais, auxiliadora da limpeza dos pensamentos, sentimentos e energias (pensenes), dando mais acalmia, tranquilidade, ajudando no pensamento mais retilíneo e abertura para novas idéias. Fazer o EV antes de estudar, ler, refletir ou escrever ajuda no desenvolvimento das ideias.

Essas são algumas dicas para você, leitor e leitura, começar a praticar durante a quarentena que vai fazer muito diferença daqui alguns meses, quando colocadas efetivamente na prática.

Qualificação pessoal e Inversão Existencial

Além das dicas apresentadas, o jovem pode se apoiar em técnicas mais avançadas para auxiliar na sua qualificação pessoal na quarentena, como a técnica da Inversão Existencial que permite o alinhamento da vida humana em função do propósito de vida pessoal baseada no exercício da assistência. 

A invéxis é uma técnica de otimização máxima da vida humana, fundamentada na ciência conscienciologia e aplicada desde a juventude (até os 26 anos de idade) durante toda a vida, objetivando o exercício precoce do auxílio aos outros e o cumprimento da programação existencial (proéxis) ou propósito de vida.

Dentro da técnica da invéxis, existe o maxiplanejamento invexológico, onde o jovem vai traçar e analisar qual é o objetivo que acarreta em outros objetivos que estão alinhados com uma meta principal da sua programação existencial. Dizer não para o que não é prioritário é muito importante na visão do propósito de vida. 

Se ficou interessado no tema e quer aprofundar seus conhecimentos no assunto, leia o artigo: Autoconhecimento na juventude: indo além do simplismo

Para que investir na qualificação pessoal na quarentena? Essa pergunta está ligada com o que cada pessoa quer para sua vida atual. Para responder a essa pergunta precisamos analisar, pensar e refletir o qual é o nosso propósito de vida. Identificar o objetivo de vida na juventude é importante para  evitar erros que poderiam ser cometidos mais no futuro. Quando identificamos o que queremos para nossa vida teremos um foco maior e assim evitarmos maiores desvios da programação existencial ou proéxis. Lembre-se de que o que nos faz executar efetivamente algum objetivo, são as nossas ações.

Para aplicar a invéxis existem alguns pré-requisitos, mas mesmo se a pessoa tiver esses pré-requisitos, não quer dizer que ela está aplicando necessariamente a técnica da invéxis. Quem aplica de fato a invéxis terá a precocidade a seu favor, evitando vários desvios de sua progamação existencial. 

A invéxis no contexto de qualificação possibilita melhor aproveitamento do tempo que temos disponíveis no dia a dia, obtendo vários ganhos positivos, como um conhecimento de si mesmo, o aumento da maturidade, da intelectualidade, dentro outros. Tendo mais oportunidades para ajudar os outros (com uma assistência mais qualificada).

Para mais conteúdo relacionado a Qualificação Pessoal na Quarentena, eis algumas aulas disponíveis no nosso canal do youtube:

  1. Como Ampliar a Lucidez no Distanciamento Social?
  2. Equilibrio Íntimo em Tempos de Crise
  3. Como manter novas rotinas no confinamento?

A técnica da invéxis é um meio para a autoqualificação, que demanda desdramatização, determinação e comprometimento com a evolução pessoal.