Antes de começarmos a falar sobre a tenepes, é importante compreendermos algumas ideias anteriores, para a compreensão posterior sobre a aplicação desta técnica.

Imagine a seguinte situação: desde criança você tem o valor de ajudar outras pessoas, por exemplo, carregando as compras de uma senhora, ajudando o cego a atravessar a rua, auxiliando seu colega com cálculos de matemática e entre outras situações que envolve você deixar de lado o seu egoísmo e pensar na outra pessoa, sentir qual a necessidade da outra pessoa naquele momento e assim tomar uma atitude de ajudá-la.

Agora, imagine uma pessoa que está doente, ou até mesmo passando por dificuldades emocionais que levam a depressão ou uma pessoa que já morreu porém, precisa de ajuda energética, mas você não consegue interferir diretamente para auxiliar aquela consciência. A técnica da tenepes ajuda nessas questões, a partir da exteriorização suas melhores energias para aquela pessoa que está precisando.

Dentro do Manual da Tenepes, escrito por Waldo Vieira, ele define como:

“A tarefa energética pessoal ou tenepes é a transmissão de energia consciencial (EC), assistencial, individual; programada com horário diário, da consciência humana, auxiliada por amparador ou amparadores; no estado de vigília física ordinária; diretamente para consciexes carentes ou enfermas, intangíveis e invisíveis à visão humana comum; ou conscins projetadas, ou não, próximas ou à distância, também carentes ou enfermas” (VIEIRA, 2011, página 11).

A seguir, uma ilustração da aplicação da tenepes, onde o tenepessista que está sentado (intrafísico – físico) está doando as energias juntamente com uma amparadora que está em pé atrás do tenepessista (extrafísica – dimensão mais sutil) e a consciência que está na dimensão extrafísica que recebe a doação de energia, que está em pé em frente ao tenepessista sentado.

Fonte: IIPC – Instituto de Projeciologia e Conscienciologia

Para compreender melhor sobre a técnica e aprender mais, leia o Manual da Tenepes, disponível aqui.

A tenepes é indicada para o momento em que sua vida está mais assentada, com independência financeira, bom domínio energético e entre outros fatores, geralmente essa condição se dá após a fase executiva da proéxis (depois dos 36 anos), porém há formas de antecipar a prática desta técnica.

A antecipação da tenepes é o ato ou efeito de a conscin, homem ou mulher, dar início às práticas da tarefa energética pessoal durante a fase preparatória da proéxis, até os 35 anos de idade intrafísica, adiantando de maneira lúcida e organizada a atuação interassistencial multidimensional técnica (RIBAS, 2018).

De acordo Vieira (2011, página 26), indica-se três condições propícias para antecipar a tenepes: a aplicação da invéxis ou recéxis enquanto técnicas evolutivas de vida e a vivência da docência conscienciológica itinerante enquanto antecâmara preparatória da prática tenepessológica, porém o foco desse artigo é na técnica da inversão existencial.

“Evidentemente, as práticas da tenepes não são recomendadas para crianças de ambos os sexos, em qualquer idade infantil, mesmo se superdotadas parapsiquicamente”. (VIEIRA, 2011, página 52).

É interessante ressaltar que o inicio da tenepes não deve ser precipitado e
sim planejado com maior nível de lucidez e discernimento, evitando pressões e assédios desnecessários.

Receba as principais novidades sobre inversão existencial

Características do Antecipador da Tenepes

A seguir algumas características que o antecipador da tenepes pode adquirir com a experiência ao passar do tempo aplicando essa técnica, tendo em vista que o antecipador iniciou a tenepes antes da fase executiva, tendo maior tempo de desenvolvimento e aprendizados:

  1. Afetividade sadia – Desenvolver empatia com as consciências atendidas durante a sessão da tenepes, aprender a respeitar o momento evolutivo das outras consciências. Desenvolver maturidade afetiva com as pessoas do convívio no dia a dia.
  2. Desenvoltura energética – A exteriorização das energias diariamente
    auxiliam o antecipador da tenepes na qualificação e melhoria das energias, pois estará diariamente exteriorizando suas melhores energias.
  3. Inteligência evolutiva – A capacidade de saber qual a melhor decisão tomar, os posicionamentos quanto a atitudes mais éticas e saudáveis, o antecipador da tenepes passa a ter maior lucidez quanto a essas questões.
  4. Interassistencialidade – A ajuda a outras consciências desde cedo refletindo positivamente no antecipador da tenepes.
  5. Recinofilia – O antecipador da tenepes gostar das mudanças pessoais que ocorre no passar do tempo, sem medo de evoluir e seguir em frente sempre.

Efeitos positivos da técnica

Agora imagine você após um período de 10 anos de aplicação da tenepes,
imaginou? Então, com o passar dos anos, ao aplicante terá alguns benefícios positivos da tenepes, mas o que são esses efeitos?

Os efeitos positivos da tenepes são os resultados prático, harmônico,
homeostático, evolutivo e assistencial, obtido por meio da aplicação da prática da tarefa energética pessoal (RIBAS, 2019).

A seguir alguns efeitos positivos da tenepes:

Amparo. A ampliação da conexão com o amparador de função.
Anticonflitividade. A diminuição gradativa dos autoconflitos possibilitando gerar novas reciclagens pessoais.
Autassistência. A autoconscientização do tenepessista quanto à relevância em realizar autatendimento diário, cuidar de si mesmo.
Autoafeto. O desenvolvimento do autoafeto através da empatia às consciências assistidas na tenepes.
Autoconfiança. O desenvolvimento da autoconfiança ao adquirir experiência tenepessística.
Autodesassédio. A qualificação do autodesassédio diário por meio da limpeza energética.
Autopesquisa. As variadas vivências do tenepessista enriquecendo as
autopesquisas.

Autorganização. A organização da agenda diária pessoal.
Autorreflexão. O balanço diário da prática da tenepes gerando autorreflexões úteis.
Companhias. A mudança e qualificação dos relacionamentos diários.
Cosmoética. O desenvolvimento da cosmoética no dia-a-dia do tenepessista.

Desenvoltura energética. A exteriorização diária das energias auxiliando no desenvolvimento energético.
Enfrentamento. A superação do medo de consciências que já morreram
(consciex – consciência extrafísica) durante as práticas da tenepes.
Força presencial. As exteriorizações de energias conscienciais refletindo na força presencial do tenepessista.
Intencionalidade. A qualificação das intenções com a cosmoética.
Interassistencialidade. A ampliação do holopensene pessoal assistencial.
Neofilia. O abertismo consciencial do praticante da técnica em adquirir novas experiências parasíquicas.
Ortopensenidade. O posicionamento do tenepessista em não pensar mal das outras consciências.
Parapsiquismo. O desenvolvimento do parapsiquismo no dia a dia, a facilidade em sentir os padrões de energias, a soltura energética, a saída fora do corpo com lucidez.
Retratações. O atendimento diário a consciências levando a retratações durante a prática dessa técnica de doação de energias.
Sincronicidades. As coincidências significativas geradas em função da tenepes no dia a dia.
Universalismo. A valorização de todos os tipos de consciências presentes no Cosmos.
Voliciolina. O desenvolvimento da vontade através da realização diária da tenepes.

Cabe aqui uma reflexão final: Estou preparado para iniciar a tenepes?

Leia aqui outros possíveis efeitos da prática da tenepes.

Referências Bibliográficas:

Ribas, Lucimara; Antecipação da Tenepes; verbete; In: Vieira, Waldo; Org.; Enciclopédia da Conscienciologia; Verbete N. 4.690; apresentado no Tertuliarium / CEAEC, Foz do Iguaçu, PR; 07.12.2018; disponível em: <http://encyclossapiens.space/buscaverbete>; acesso em: 25.07.2020; 20h00.

Idem; Efeito Positivo da Tenepes; verbete; In: Vieira, Waldo; Org.; Enciclopédia da Conscienciologia; Verbete N. 5.055; apresentado no Tertuliarium / CEAEC, Foz do Iguaçu, PR; 07.12.2019; disponível em: <http://encyclossapiens.space/buscaverbete>; acesso em: 25.07.2020; 20h10.

Vieira, Waldo; Manual da Tenepes: Tarefa Energética Pessoal; revisoras Erotides Louly; Helena Araújo; & Julieta Mendonça; 154 p.; 34 caps.; 147 abrevs.; 17 E-mails; 52 enus.; 1 foto; 1 microbiografia; 1 tab.; 1 teste; 16 websites; glos. 282 termos; 5 refs.; alf.; 21 x 14 cm; br.; 3ª Ed.; Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2011, páginas 11, 26 e 52.