Qual o nível da sua inteligência evolutiva? Este tipo de inteligência é responsável pelo próprio nível evolutivo da consciência, por isso compreender melhor e desenvolver essa capacidade de raciocínio é essencial para a realizar sua programação de vida e apresenta estreita relação com a técnica da inversão existencial.

Cérebro e Inteligência evolutiva
Fonte: freepik.com

No artigo de hoje vamos explicar a teoria da Inteligência Evolutiva (IE) e trazer 8 indicadores ou sinais para você identificar seu nível desse importante atributo.

Antes de discutirmos como identificar, você sabe o que é Inteligência Evolutiva?

O que é Inteligência Evolutiva?

Qual inteligência é mais importante para evoluir? Em termos conscienciais, a inteligência mais útil ou mais importante é aquela que direciona e otimiza nossa evolução. Neste contexto surge a teoria da Inteligência Evolutiva, proposta por Waldo Vieira.

“Inteligência evolutiva (IE) é a capacidade de aplicar com discernimento os fundamentos da evolução na vida diária” (Tathiana Mota)

Então vamos ao que interessa: como tem sido seu aproveitamento evolutivo no dia a dia? Essa questão ajuda a medir o nível de eficácia das suas ações pró-evolução. Veremos a seguir alguns dos indicadores da inteligência evolutiva.

1 – Inteligência evolutiva nos interesses pessoais

Você está mais interessado na fama intrafísica ou na lucidez quanto às múltiplas dimensões?

Seu nível evolutivo está diretamente relacionado à qualidade dos seus interesses e prioridades no dia a dia. Sinal de inteligência evolutiva é alinhar seus interesses diários commetas evolutivas, cultivando hábitos saudáveis e rotinas úteis.

Mantenha-se informado!

2 – Assistencialidade sincera

Quanto da sua vida você dedica para assistir outras consciências?

Ajudar os outros, principalmente em termos de esclarecimentos (tares), é um dos fundamentos da evolução consciencial. Quando doamos o que temos de melhor sem esperar nada em troca nem cultivar dependências, aceleramos o movimento evolutivo dos nossos pares e amadurecemos com o acúmulo de experiências positivas.

Quanto mais cedo se inicia a priorização de atividades assistenciais – um dos princípios da técnica da invéxis – mais sinaliza o desenvolvimento da inteligência evolutiva.

—> Leia também: Precocidade Assistencial

3 – Busca por renovações íntimas

Você vive a Síndrome de Gabriela (nasci assim, vou morrer assim) ou busca proativamente suas mudanças para melhor?

Evolução é aperfeiçoamento constante da consciência. Logo, é inteligente investir no autoconhecimento técnico e mais profundo para acelerar as reciclagens intraconscienciais (recins), ou seja, as renovações íntimas para melhor.

Autoconhecimento e inteligência evolutiva
Fonte: freepik.com

4 – Investimento sadio no parapsiquismo

Qual é o seu real investimento na inteligência parapsíquica?

A automotivação espontânea para investir nas práticas energéticas e parapsíquicas, com fins assistenciais, demonstra maior cognição evolutiva e libertação da vida trancada na dimensão material. A inteligência evolutiva mais avançada é diretamente proporcional ao parapsiquismo avançado, lúcido e aplicado com discernimento.

5 – Pragmatismo evolutivo

Quanto do seu conhecimento sobre evolução você aplica na vida diária?

A teática (teoria + prática) é base da inteligência evolutiva, pois as melhores leituras e reflexões ainda não são vivências. Apenas a prática demonstra o real nível evolutivo. Por isso, um dos princípios da evolução é a verbação (verbo + ação), popularmente conhecido como “fazer primeiro e falar depois”.

6 – Senso de priorização

Você prioriza sua programação existencial ou busca apenas poder, prazer e sucesso material?

Priorizar significa saber o que vem primeiro em uma escala de coisas a fazer. Atualmente, vivemos na Era da Fartura de informações, oportunidades e recursos, e dispersar-se em meio a tantas opções é perder oportunidades evolutivas. Identificar seu propósito de vida e priorizar ações convergentes indica aproveitamento inteligente da existência.

7 – Senso crítico

Você tem o hábito de refletir e questionar a realidade?

A inteligência evolutiva é responsável pelo autodiscernimento quanto à evolução. Discernir significa compreender, perceber claramente ou saber diferenciar o que é melhor, do ponto de vista evolutivo, cosmoético, assistencial.

Assim, analisar e saber discernir as realidades aprimora o senso crítico, ou seja, a capacidade de questionar e analisar com racionalidade. Quanto maior o nível de inteligência evolutiva, maior o hábito de questionar, refletir e pensar sobre os fatos ao seu redor.

—> Leia também: Como a vida intelectual dinamizada pode ajudar o jovem a amadurecer mais rápido

8 – Inteligência evolutiva precoce

Você está priorizando sua evolução na aposentadoria ou desde a juventude?

Uma das variáveis mais sérias que demonstram o nível da priorização evolutiva e o tempo: quanto da sua vida é dedicada, de fato, à evolução. Assim, um dos sinais mais claros de inteligência evolutiva é o interesse e o investimento em atividades assistenciais, renovações íntimas e maturidade consciencial desde a juventude. Essa é a própria lógica por trás da técnica da inversão existencial.

Gostou do artigo? Então continue acompanhando nosso blog e inscreva-se para receber notificações de novas postagens como essa.

Fontes:

Inteligência evolutiva. In: Enciclopédia da Conscienciologia. Encyclossapiens, 2008. Disponível no link. Acessado em: 28 dez. 2019.

Idem. In: Conscienciopédia, Enciclopédia Digital da Conscienciologia. Disponível no link. Acessado em: 28 dez. 2019.

Mota, Tathiana; Curso Intermissivo: Você Se Preparou Para os Desafios a Vida Humana? Associação Internacional Editares; Foz do Iguaçu, PR; 2016.

Vieira, Waldo; 700 Experimentos da Conscienciologia; Instituto Internacional de Projeciologia; Rio de Janeiro, RJ; 1994.