Umas das inquietações presente na vida de muitas pessoas está relacionada à escolha da profissão a ser seguida. As dúvidas começam geralmente na adolescência e basicamente nos acompanham pelo o resto da vida, pois por mais que estejamos profissionalmente consolidados, não é tarefa fácil ter a certeza íntima de que é o caminho certo a ser seguido.

Profissão Cosmoética

A escolha da carreira profissional geralmente se torna um desafio para o jovem. Contudo, as decisões sobre o futuro profissional não precisam ser tomadas somente ao atingir a idade ideal, logo, o jovem pode posicionar-se precocemente em relação ao que almeja profissionalmente, buscando convergir seus valores e áreas de interesse.

É necessário ter os valores de vida bastante claros e estabelecidos, para assim, tomar decisões mais cosmoéticas, que levam à resultados mais positivos e evolutivos.

Cosmoética é um princípio que vai além da ética humana. A ética profissional intenciona agir dentro dos padrões profissionais, procedendo de forma correta, sem prejudicar outras pessoas. Contudo, a Cosmoética vai muito além de todas as normas éticas, ela é a ética humana ampliada em todas as formas, é a ética universal.

Com isso, pode-se entender que atuar em uma profissão com Cosmoética vai muito além de não prejudicar as pessoas diretamente. Um exemplo disso pode ser o profissional que atua em uma indústria de cigarro: ele pode ter ética profissional mas indiretamente colabora na elaboração de mais substâncias nocivas à saúde da população.

Fonte: Pixabay

Escolha da Profissão

Atualmente vivemos em uma sociedade onde grande parte dos jovens se comporta através de padrões socioculturais construídos pela massificação e globalização das informações. O Zeitgeist dessa era pós-moderna vem se construindo através de um modelo onde são colocadas em cima do jovem, altíssimas expectativas em relação a sua carreira profissional.

Assim, pressionando-o através de propagandas que vendem um modelo de vida ideal, onde se torna extremamente necessário ingressar em uma universidade logo após a finalização de sua educação básica, se formar em algum curso superior, constituir uma família, adquirir bens materiais e contribuir com sua parte no quadro social.

Neste contexto, é importante utilizar o potencial de discernimento do jovem para filtrar essas informações e se posicionar precocemente quanto à profissão que realmente quer desenvolver, e não a que foi imposta direta ou indiretamente por padrões da sociedade.

Como identificar valores pessoais cosmoéticos

O posicionamento por si só não basta, devemos sempre buscar coesão com nossos valores. Mas como identificar estes valores? A seguir, serão listadas algumas dicas…

1. Técnica da identificação dos trafores pessoais (traços-forças ou qualidades)

Os trafores são basicamentes todos os nossos talentos e nossas virtudes oriundas do desenvolvimento consciencial ao longo de inúmeras vidas. Contudo, por vezes passam despercebidos pela pessoa, que confunde-os com habilidades comuns a todas as consciências, sem importância de nota ou aplicação. Portanto, é essencial  não ser tendencioso na identificação desses traços, para uma melhor consolidação dos valores pessoais com a escolha da profissão com Cosmoética.

Quais são seus traços conscienciais que contribuem positivamente para o seu desenvolvimento pessoal e profissional? Liste qualidades que você possui, e em caso de dificuldade na identificação desses traços, eis em ordem alfabética, 3 dicas que podem auxiliar no processo.

Heterocrítica. Criar uma lista em uma folha e entregar às pessoas que convivem com você, questionando-as sobre os trafores que você possui. Procure usar esse método com diversos grupos de convívio, não somente sua família.

ICGE. No site do Instituto Cognopolitano de Geografia e Estatística você poderá acessar a planilha: Teste de Identificação do Megatrafor. Onde há uma lista com 200 trafores específicos da consciência, que podem colaborar na autopesquisa.

Reflexão. Em seguida reflita sobre a seguinte questão: O que eu não posso deixar de fazer nessa vida? O resultado da combinação dos traços-força junto ao questionamento sobre o seu propósito de vida demonstrarão seus valores pessoais e provavelmente resultará em algum caminho a ser seguido, e facilmente aplicável no âmbito profissional.

2. Técnica do Questionamento Autocrítico

Esta técnica consiste em observar o meio em que vive com atenção e se questionar: “Quais tipo de atitudes repudio?” “Quais traços de personalidade do outro me incomodam?”. Com isso, torna-se natural e intuitiva a criação de um Código Pessoal de Cosmoética. 

3. Código Pessoal de Cosmoética (CPC)

Consiste em um conjunto de cláusulas norteadoras do autocomportamento, servindo de base e lembrete quanto aos valores pessoais, agindo como profilaxia da manifestação dos trafares (defeitos).

Elaboração do CPC. Elenque atitudes e traços que você deseja reciclar, ou seja, aqueles traços considerados defeitos e que você deseja mudar. Em seguida, se posicione em relação à sua conduta na  mudança do traço, e busque listar trafores (qualidades), que irão ajudar no processo de reciclagem.

Receba as principais novidades sobre inversão existencial

Profissão: escolha através dos valores pessoais

Se posicionar em relação às coisas pode ser um desafio para quem se considera indeciso. Ficar “em cima do muro” não é a postura mais adequada, principalmente no âmbito profissional. É interessante que o jovem saiba se posicionar quanto ao que quer, e ao que acredita ser o mais correto, portanto, para que isso ocorra, faz-se necessário o estabelecimento de alguns valores pessoais.

Quantas vezes paramos para refletir sobre o que de fato é realmente importante para nós, como indivíduo ou consciência? O que nos move? Quais as características comportamentais que guiam as nossas decisões? Quais são os nossos valores pessoais?

Valores pessoais são princípios norteadores, que usamos para motivar e guiar nossas ações, estes servem de base para decisões e facilitam na hora do posicionamento. A identificação destes valores exemplifica nosso propósito de vida, quais atitudes buscar durante esta existência.

Com isso, pode-se concluir que com os valores pessoais bem alinhados e identificados conseguimos fazer escolhas mais assertivas, tanto no âmbito profissional quanto no pessoal. Muitas vezes certas oportunidades chegam em momentos imprevisíveis, necessitando nosso posicionamento de forma antecipada.

Posicionamento precoce e Inversão Existencial

O ato de saber posicionar-se precocemente em relação às demandas da vida, é um exercício constante. O jovem inversor nem sempre vai acertar nas decisões tomadas, mas não vai ficar “em cima do muro”, ignorando responsabilidades.

É comum observarmos pessoas que passam boa parte da vida sem se questionar quanto às escolhas, e vivem mecanicamente em um processo de robotização existencial, agindo sem autocrítica. Geralmente, quando chegam na parte final da vida, essas questões vem à tona na pior maneira, demonstrando a falta do senso crítico como profilaxia.

É interessante ter uma posição prévia em relação à profissão que deseja seguir, “o que eu não quero para mim enquanto profissional?”, e outros questionamentos devem surgir para aqueles que exercitam o processo do posicionamento precoce.

Considerações Finais

Existem muitos desafios a serem encarados nesta vida humana. Um deles, é a escolha da profissão cosmoética, que pode ser feita de forma mais assertiva se os valores pessoais forem levados em conta. Para se posicionar quanto à profissão e outras áreas da vida, é imprescindível a autopesquisa, para assim também, estar alinhado com a programação existencial.

Ter o posicionamento precoce de optar por uma profissão com cosmoética demonstra maturidade quanto às escolhas evolutivas. A técnica da inversão existencial visa direcionar a vida do jovem para maior produtividade em atividades assistenciais. Afinal, quando você opta pela profissão cosmoética, a interassistencialidade se torna recorrente em vários âmbitos.

Referências Bibliográficas:

  1. https://apexinternacional.org/revista/index.php/proexologia/article/view/9
  2. https://assinvexis.org/artigos/carreira-profissional-escolha-de-maneira-lucida/